• Orlando Coutinho

Etéreo Feminino



Corria o mês de maio de 2014 quando decidi compilar alguns dos poemas que nos “loucos anos da juventude” ousei regurgitar em papel. Afinal faltava um mês para sublimar o eu, no nós e renascer na condição de “pater famílias”. Pareceu-me, aquele ritual de passagem, o momento apropriado de homenagear a Mulher, naquela, que me escolhera e era a condensação de todas - a quem me juntaria, de papel passado, “até que a morte nos separe”.

Viria a descobrir mais tarde que só sei fazer mulheres e que o opúsculo poético a que chamei Etéreo Feminino, seria mais um “eterno feminino”! E que bem que assim é…

Hoje 8 de março de 2018, comemora-se mais um Dia Internacional da Mulher.

O Segundo Sexo, de Simone de Beauvoir, continua uma obra atual pelo valor filosófico e pela construção empírica do ser que a sociedade de hoje teima em manter com base numa força, que não do espírito, que nos amarra labirinticamente numa catalogação desusada e que na prática ainda promove subjugações antigas para problemas hodiernos.

Na minha enviesada visão sobre a magnitude da Mulher, resolvi pegar num tema – o amor – em que, talvez, os papeis estejam “corretamente?!” controvertidos.

Socorri-me do “Etéreo” para lembrar, hoje, como em todos os dias, a Mulher, símbolo maior do Amor. Cá vai então um dos poemas dos anos idos…

ENCONTROS FATAIS

Hoje encontrei-me contigo,

Naquele jardim de amor impreciso.

Hoje encontrei-me sem ti, porque vieste,

Sem sentido!

Quem dera - a um - que o amor, desigual, não fora correspondido…

O amor é sempre tempo perdido!

E como é bom perder tempo mesmo não sendo a dois…

Tépida reacção de hermenêutica incompreendida,

Será nossa ontologia disjunta?

O Ido compassado, deste desabafo, põe-te Ida num pretérito mais que perfeito!

Eidéticas passagens tornaram-se assim,

Vultos perdidos em ti

E em mim.

Porque me sujeito?

Enfim,

O amor é um bandido sem princípios!

E estando meio,

Vislumbra o fim…

Bem Vistas as Coisas, hoje, também, é dia de celebrar a mulher.


0 visualização

Criado por Orlando Coutinho @ 2015.  

  • b-facebook
  • Twitter Round