• Orlando Coutinho

Autárquicas 2017



Esta comunicação é simbólica, mas devida, a todos quantos participaram ontem nas eleições locais, em todo o país, particularmente em Guimarães.

Quando tanto se fala em ausência de participação cívica, Portugal e os Portugueses deram um exemplo de envolvimento na causa pública absolutamente digno de nota: votaram mais, participaram em candidaturas – de partidos e em movimentos independentes, fizeram campanhas, engrandeceram esta nobre forma de governo que é a Democracia. Parabéns a todos.

Quanto o meu concelho, Guimarães, queria deixar também algumas notas:

  1. Parabéns ao Dr. Domingos Bragança que venceu as eleições mantendo os seis vereadores e, por conseguinte, a maioria absoluta que houvera conquistado em 2013.

  2. Parabéns ao Dr. André Coelho Lima que fez crescer a Coligação Juntos por Guimarães: mais 5.000 votos, mais um vereador para a sua área política, deixando o resultado em 6-5. Um grande vimaranense.

  3. Parabéns ao José Torcato Ribeiro que não tendo conseguido o seu desiderato eleitoral, serviu, enquanto vereador no último mandato, a causa pública com uma entrega digna de reconhecimento.

  4. Parabéns ao Professor Wladimir Brito que trouxe inovação ao discurso político local disponibilizando-se para o “combate” autárquico. Um bom exemplo.

  5. Parabéns aos Senhores(as) Presidentes de Junta: aos eleitos e aos que agora cessam funções. Obrigado pelo serviço que prestaram – a uns – e bom trabalho – aos outros.

  6. Parabéns aos vencidos, pelo contributo que deram para a existência de debate, de alternativa, de disponibilidade.

  7. Parabéns aos “anónimos” que estão nas “máquinas” dos partidos e dos movimentos cívicos e que dedicaram, na sua grande maioria de forma voluntária, horas a fio, de alma e coração, para fazer chegar, a todos os cidadãos, a informação, as propostas e tudo quanto dizia respeito aos programas políticos em confronto.

  8. As minhas desculpas a todos quantos possa ter ofendido no decurso destas semanas, assim como, o meu perdão a todos quantos me ofenderam. Costuma dizer-se em política que “em tempos de guerra não se limpam armas”; quem me conhece sabe que sou incapaz de pessoalizar a atividade cívica e/ou política, confinando as ações aos políticos e/ou cidadãos que as praticam, sejam elas, em minha opinião, boas ou más. Portanto, para mim, tudo fica no campo da história da batalha travada, salvo – quando os casos o exijam e se a isso for instado – as devidas exceções.

  9. Um abraço especial à minha “primeira” terra: Fermentões. Ontem passei lá boa parte do dia com a Emília, o David, a Joana e com toda a equipa da Coligação. Também o reencontro com bons e “velhos” amigos e pessoas que tenho como referência dos partidos da “concorrência”: o José Fernandes, o João Batista, o Sr. Manuel Ferreira e o Sr. Presidente da Junta, ontem reeleito, Manuel Mendes, que me fez um excelente acolhimento. Muito obrigado a todos.

  10. Uma palavra de louvor aos meus amigos e militantes do CDS. A nível local pelo empenhamento no projeto que abraçamos juntos. Muitas amizades construídas com pessoas dos vários partidos – a quem tributo sentidas homenagens - que formaram a Coligação que foi a eleições. A nível nacional pelos excelentes resultados do partido.

Bem Vistas as Coisas, a democracia está de parabéns. Glória aos vencedores. Honra aos vencidos.


74 visualizações

Criado por Orlando Coutinho @ 2015.  

  • b-facebook
  • Twitter Round