top of page
  • Foto do escritorOrlando Coutinho

Representação Política


Há – a todo o momento - um conjunto de acontecimentos políticos, que justificam o revisitar de pensadores que se debruçaram sobre a questão da representação nos sistemas democráticos globais.

Em Dezembro de 2016 através de uma interpretação reflexiva da obra The Concept of Representation de Hanna Pitkin elaborei um documento de trabalho que visou construir um argumento que possibilitasse, uma “justificação” que abrisse vários ângulos de debate para alguns dos episódios históricos que marcaram aqueles anos e que vincasse a necessidade de continuar a discutir os desafios que se colocam, ainda hoje, à democracia, apontando umas quantas interrogações prospetivas sobre os debates atuais e os que se avizinham.

Este Working Paper designou-se «Representação Política e Democracia: uma análise do Panorama Político Contemporâneo a partir de Hanna Pitkin»

Mereceu honras de publicação (ver aqui) no Observatório Político, do qual sou membro associado, e que, como todos poderão aferir através da visita à sua página na Net, constitui-se como uma instituição de investigação científica em estudos políticos, que ganhou autonomia como um centro de investigação independente de excelência, depois de criada em 2009 pelo Conselho Científico da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

A sua atividade estende-se à pesquisa sobre as dinâmicas das estruturas e processos políticos, da constituição das elites políticas, das alterações das estruturas político-sociais, assim como as articulações entre o poder político e a sociedade civil. Trata-se, portanto, de um organismo independente de estruturas político-partidárias, do poder político e dos órgãos de soberania.

Além da honra e do enorme gosto que me deu discorrer sobre o tema naquele espaço, partilho, aqui, com os meus distintos leitores a preocupação sobre o estado da democracia, nomeadamente sobre os aspetos da representação e a necessidade de ficarmos (nós democratas) vigilantes.

Bem Vistas as coisas, a representação é um dos mais responsabilizantes papéis democráticos.


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page